Archive for the ‘Rio de Janeiro’ Category

Glória é o cacete

11/06/06

Passei uma semana internado na Marina da Glória, trabalhando. A conclusão: o espaço que é alugado para terceiros é ótimo, com vista para o Pão de Açúcar e o mar e etcetera.

Mas tenho que desabafar. Não há orla à meia luz que salve um mega-evento sem acesso decente. O estacionamento do lugar é uma bagunça, e a organização da cariocada é um conceito à parte. Resultado é que as entradas entopem de carros e táxis em um piscar de olhos, e você demora uns bons vinte minutos para vencer a fila e chegar à porta.

A Marina era cotada como alternativa para o Tim Festival (depois de, em teoria, abandonar o MAM, agora patrocinado pela concorrente Vivo), que já sinaliza repetir o formato de 2005, com a sua maior filial em terras cariocas.

TF no Rio é mais bacana do que em São Paulo – sair dos shows e dar de cara com a paisagem carioca é uma das maiores vantagens. Agora, se os planos se mantiverem, eles vão precisar de muito sangue frio para organizar o trânsito do público por ali.

Ou vai dar merda.

Mais cantora que estilista

10/06/06

Só no Rio de Janeiro você pode ir a um desfile de modas e dar de cara com alguém como Nervoso sentado na primeira fila, ao lado dos VIPs habituais do mundinho fashion. Mas o contexto, ali, fazia sentido: era a primeira apresentação oficial das roupas da cantora-estilista Nina Becker.

Nina Becker, foto Charles Naseh

Nina, mais conhecida pela sua participação no combo Orquestra Imperial (ao lado de Thalma de Freitas e outros oitocentos músicos cariocas), convocou a imprensa e convidados, na manhã deste sábado, para um cenário sui generis: o interior do Teatro Dulcina, ambiente escangalhado em plena Cinelândia. 

Inaugurado na década de 30, a casa já foi ícone da modernidade teatral carioca. Hoje, enqüanto espera uma reforma urgente da prefeitura, é um ambiente derretido e caindo aos pedaços, charmoso para quem gosta e cenário ideal para, hm, "eventos alternativos".

Alternativos como Nina, musa ruiva da música fluminense. Dentro da mega-estrutura do Fashion Rio, entre velhos estilistas e marcas bilionárias, ela é um peixe fora d'água. Uma estilista que é cantora que é designer que é cenógrafa. Sua grife é fruto de hobby, que tenta agora arranjar atenção.

A trilha sonora do desfile foi produzida ao vivo, em um dos raros shows solo de Nina. Ela e sua banda, agora batizada de Super Luxo (Gabriel Bubu, Marcelo Callado, Ricardo Dias Gomes e o essencial Nelson Jacobina), tocaram espalhados nos balcões frontais do teatro.

(more…)

Efe

6/06/06

Propaganda desvairada para a revista mais genial (e mais barata, eu diria) desses dias.

F.

A F. conseguiu lançar seu # 04, agora via Conrad. Não vi na banca ainda, mas já dá pra comprar no site da editora.

Diz que tem festa de lançamento amanhã em São Paulo, no São Cristóvão, quintal de casa. Eu não vou, daqui a pouco estou no Rio – onde tem coisa também, quinta, na nova La Cucaracha.

Tudo às 19h. De dias diferentes, tiliga.