Archive for the ‘arte’ Category

Prêmio ‘bolas de ouro’

28/06/06

O assunto do dia, pra quem já cansou de discutir o jogo de ontem ou comparar o tamanho do pau com o do Ronaldo, foi a performance artístico-cara-de-pau que aconteceu na Avenida Paulista, durante Brasil X Gana.

O flashmob (lembra disso?) partiu da Casa das Rosas, com seis pelados cheios de tinta pelo corpo, passeando a esmo pela avenida. Arte, né?

Eu não vi. E provavelmente você também não, já que estávamos todos babando naquela partida chata. Mas um fotógrafo fez o favor de publicar imagens no Flickr, com direito a making of e momento Abbey Road.

Arte no muro

30/05/06

Depois de toda a patacoada religiosa que culminou na censura da obra "Desenhando em terços", de Márcia X, na exposição Erótica do CCBB-RJ, e no cancelamento da mostra no CCBB-BSB, a polêmica volta a dar as caras. Agora nas ruas, no melhor estilo guerrilha.

E logo em São Paulo, por onde a exposição passou incólume, sem impressionar ninguém.

Marcia X, lambe lambe, foto Eduardo Viveiros

Esse lambe-lambe apareceu a duas quadras de casa, em Pinheiros. Não sei desde quando está lá, mas o Globo Online reporta que César Maia mandou arrancar cartazes parecidos no Rio, semana passada.

Provável resultado da idéia do viúvo de Marcia, Ricardo Ventura, que colocou esse mesmo fotograma para download em alta-resolução no site da artista.

Agora, todo mundo pode colar seu pinto sagrado onde quiser.
Só aqui perto tem quatro. Vamos ver até quando duram.

Design de banca

17/05/06

Os Gêmeos

Pra quem gosta de design, o Zupi foi sempre um bom prato. Agora o site lança sua revista própria, que chega às bancas por esses dias.

Na capa, os grafiteiros naïf Gêmeos, o que deve chamar alguma atenção – afinal, ao contrário do NYT, não lembro de ter visto a dupla na capa de nenhuma publicação brasileira desde que estourou esse hype ao redor deles. A imagem que estampa a revista, aliás, é genial. Principalmente no detalhe do passarinho.

Mais pra frente, Irmãos Campana (ô pauta inevitável), perfil de novos nomes, entrevista com a alemã Lulu* e, delícia, 40 páginas só de imagens, com nomes do mundo todo. Muito melhor do que ficar fuçando portfólios online.

Falta um espírito jornalístico (ok, a revista é visual, mas podia ter mais olhar no texto. E, raios, cadê as legendas para identificar as imagens d'Os Gêmeos?) e a diagramação não é tão criativa assim (lembra a Simples em vários momentos. O que, hoje em dia, não é uma boa coisa). Mas para um primeiro número, a gente releva.

A revista é trimestral e custa R$ 12. Quer? Procura na Fnac que é mais fácil.